quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

LIVRANDO-SE DE TODO PESO



O escritor aos Hebreus tratando da vida como uma “corrida”, falou acerca de “pesos que precisamos nos desembaraçar”, se quisermos ser verdadeiros campeões.
Muitas vezes a dificuldade para vencer alguma corrida que se enfrenta na vida, um desafio, é exatamente quando nós mesmos sabotamos os nossos projetos com a falta de decisão, protelando situações que fatalmente precisam ser resolvidas ou “fazendo corpo mole” sem encarar prá valer a luta.
Algumas pessoas parecem não entender que alguns problemas não se resolvem mudando de Igreja, de cidade ou de parceiros.
Perguntado sobre algo assim, Sócrates disse: “Porque te admiras de que em nada as viagens te beneficiem quando te levas contigo”?
Nem sempre estamos fugindo das pessoas, lugares ou situações, mas quase sempre estamos fugindo de nós mesmos!
Nessa situação, não são os gigantes que assustam, mas a nossa pequenez produzida pela insistência de não crescer. É a chamada “Síndrome de Peter Pan”, aquele lendário garotinho que “decidiu nunca crescer”, ou da Gabriela que “nasceu assim, cresceu assim, é mesmo assim e vai ser sempre assim”.
Nesse caso de nada adianta mudar a paisagem, a casa, a Igreja ou o rosto com quem se relaciona: é o peso da própria alma que deve ser deixado de lado e não as pessoas ou coisas.
A isso a Escritura, os filósofos, poetas ou psicoterapeutas chamam de – serenidade, harmonia, paz interior.
Quando alcançamos isso, então o viver bem nem sempre depende de um lugar ou de outra pessoa, e essa estabilidade interior também explica nossa capacidade de enfrentar situações hostis de forma diferenciada.
Essa disposição íntima busca a paz, mas jamais foge das lutas porque compreende que as lutas e dificuldades são o aço estrutural que nos forjam e capacitam para outros combates.
Todos nós carregamos pesos, e eles tendem a ficar mais pesados à medida que o desgaste aumenta, sobretudo pela repetição de padrões que produzem cansaço em nossa mente, relacionamentos e se refletem no corpo.
Sabe aqueles testes que vemos nos “realitys shows” de pessoas segurando um copo de água que por menor que seja, leva à exaustão pela rigidez e postura que precisam manter?
Pequenos pesos se transformam com o passar do tempo em um fardo esmagador que gera toda sorte de estresses e pequenos desgastes que podem levar a um colapso surpreendente.
Vamos tentar a partir de hoje, com o uso de nosso entendimento e bom senso, largar os pesos e caminhar com mais leveza na vida.

COMECE 2012 DESEMBARAÇANDO-SE DE TODO PESO. BJS NA BOCHECHA!
 REV. JUNIOR

Leia Mais >>

sábado, 26 de novembro de 2011

LIBERTAÇÃO

Leia Mais >>

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

HALLOWEEN, UMA FESTA PAGÃ, COMO O DIABO GOSTA



Gaste alguns minutos lendo esta mensagem, pois o assunto tratado aqui é muito sério!
Deuteronômio 7:25,26 – “As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo; a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás, nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles; pois abominação é ao Senhor teu Deus. Não porás, pois, abominação em tua casa, para que não sejas anátema, assim como ela; de todo a detestarás, e de todo a abominarás, porque anátema é.”
Oséias 4:6 – “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”
1 Coríntios 10:19-23 – “Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios. Ou irritaremos o Senhor? Somos nós mais fortes do que ele? Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.”
2 Coríntios 6:14 – “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?”
Filipensens 4:8 – “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.”
“Halloween” é uma contração da expressão “Ali Halíows Eve”, que significa véspera do Dia de Todos os Santos. Esta celebração acontece nos Estados Unidos, porém é uma comemoração bem difundida e está presente também no Brasil.
Uma das lendas sobre essa festa tem origem celta e fala que os espíritos das pessoas que morreram no ano anterior voltam nesta data à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os cel­tas acreditavam ser esta a única chance de vida após a morte. Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite de 31 de outubro eles apagavam as tochas e fogueiras de suas casas, para que elas se tornassem frias, colocavam fantasias de monstros e saíam às ruas para assustar os espíritos.
31 de outubro é o dia mais importante no ano satânico. Marca o ano novo Celta, neste dia, realizavam cerimônias de adoração ao “deus da morte” ou ao”senhor da morte”. Isso acontecia na cerimônia “Samhain” durante o festival de inverno, na qual eram oferecidos sacrifícios humanos.
Em 31 de Outubro, os druidas iam de casa em casa exigir determinados alimentos, e todo aqueles que recusassem doar eram amaldiçoados.
31 de Outubro é a noite que os Satanistas e ocultistas do mundo reservam para a dar a maior honra a Satanás e a orar para a queda da igreja de Jesus Cristo e a destruição das famílias. É a noite do sacrifício humano a Satanás. É o dia mais importante na vida de um Satanista. Não é uma comemoração inocente!!
O que acontece hoje com esta celebração moderna de Halloween? Aqui no Brasil a “festa” acontece mais em escolas e clubes que decoram os locais com os símbolos do halloween, e as pessoas vestem-se a caráter.
Existem monstros, corujas, fantasmas, cabo de vassouras, etc. As crianças são vestidas como demônios, bruxas, fantasmas, monstros e saem para fora, nas ruas na escuridão e refazem a prática pagã, exigindo alimento dos povos sob a ameaça dos truques se não cooperar.
Mesmo que hoje em dia Halloween seja comemorado de uma maneira inocente por muitos jovens, ele é levado a sério pela maioria das bruxas, membros do movimento neo-pagão e ocultistas em geral.
Devemos com toda certeza nos mobilizar no sentido de passar estas informações para os nossos filhos. Lembrando que os colégios estão se mobilizando para comemorar esta data sob a alegação de ser uma festa inocente, porém espiritualmente falando isto é trágico, pois devemos honrar o Senhor Jesus e não satanás. Qualquer manifestação que vise desonrar o nome de Deus deve ser coibido. Os conselhos de classes de alguns colégios estão reunidos nestes dias que antecedem a esta festa pagã. É preciso que a sua voz seja ouvida. Se não é importante que seus filhos não participem.
Em casa também deve-se evitar qualquer brincadeira nesta direção. Devemos interagir com nossos filhos mostrando-lhes a origem deste acontecimento.
Que Deus nos dê sabedoria e discernimento para nos posicionar contra esta festa ocultista e satânica.
Deus abençoe nossas famílias…

Leia Mais >>

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

DE GLÓRIA EM GLÓRIA

Na segunda epístola de Paulo aos Coríntios, no capítulo 3, verso 18, temos talvez a mais profunda declaração teológica da Escritura, no que toca ao maior propósito de Deus com relação à criação da humanidade:
“E todos nós, com o rosto descoberto, contemplando como por espelho a Glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, O Espírito”.
Percebam que segundo a doutrina elaborada à partir da idéia da “queda do homem e da mulher no Éden”, o ser humano que possuía a “Imagem e semelhança de Deus”, perdeu essa Imagem.
O supremo propósito da vinda de Jesus ao mundo, foi nos devolver, restaurar essa imagem perdida.
O propósito parte do Pai, passa pelo Filho e chega até nós pelo Espírito Santo.
Todas as demais coisas, quais sejam dons espirituais e até mesmo o chamado “Fruto do Espírito”, dependem desse processo gerado pelo Espírito Santo no ser humano aberto para a Redenção.
É o ápice da re- criação!
Mas o texto deixa claro que é um processo, e não uma obra instantânea: “Transformados de Glória em Glória”!
Algo incipiente acontece quando a humanidade é alcançada pelos méritos da Redenção, mas nada disso termina neste mundo, mas projeta-se para a eternidade, estuário de todas as aspirações e manifestações metafísicas que se desdobrarão nas eras infindas.
Por enquanto, nossa percepção ainda necessita de representações da “coisa em si”, daquele mundo definitivo, e tudo que podemos apreender nos vem como reflexos de um espelho.
Isso é apenas o desdobramento daquilo que Paulo já fala em sua primeira epístola aos Coríntios no capítulo 13 verso 12, quando afirma que, “por enquanto, vemos as coisas como por um espelho (enigma) obscuramente”.
Vamos então, como na escada da revelação de Jacó, subindo de um degrau a outro de Glória.
Todo nosso conhecimento e capacidade para expor, é parcial, e aguardamos um estádio de coisas nos quais nossas percepções libertas das contingências físicas, possam nos permitir adentrar naquela dimensão a qual “nem olhos viram, nem ouvidos ouviram e nem passou jamais pelo coração(entendimento) de homem algum”.
João, pelo mesmo Espírito, revela em sua epístola que: “Já somos filhos de Deus, mas, ainda não se manifestou plenamente o que havemos de ser” (I João capítulo 3, verso 2).
Sendo o processo de salvação algo infinitamente mais amplo que essa idéia de “perdão de pecados e mudança de endereço da terra para o céu”, podemos ter certeza, que essa transformação moral e metafísica que nos levará por toda a eternidade a mergulhar na compreensão dos infinitos atributos e manifestações do ser de Deus, jamais terá fim.
O céu não será o ponto final, mas o arrebatamento apenas marcará o inicio de uma nova etapa que seguirá para sempre e sempre – na qual as leis que agora nos limitam e os horizontes estreitos que nos confinam às dimensões físicas – uma vez ultrapassados, nos permitirá vivenciar dimensões de crescimento e compreensões inimagináveis!
Não é à toa, que Tomás de Aquino, o gênio da teologia e da filosofia, após escrever coisas tão ousadas e profundas que desafiam nossa compreensão, escreveu no fim de sua profícua vida, que, “estava tendo experiências místicas de tal ordem, que se sentia incapaz de descrever, e que o faziam compreender que tudo que escreveu durante toda sua vida, não passavam de palhas ante as grandezas daquelas revelações que estava a ter”.
Não foi o que Paulo tentou nos transmitir quando falou de seu "arrebatamento até ao terceiro céu", onde diz que "viu e ouviu coisas às quais ao homem não é lícito referir"?
Sejamos pois humildes e nos mantenhamos permanentemente abertos para novas compreensões e possibilidades de entendimentos da revelação divina.
E jamais esqueçamos que a principal missão e obra do Espírito Santo aqui na terra, diz respeito àquilo que o ser humano “é” e não àquilo que “tem”.
Ele veio habitar em nós, para nos tornar mais e mais semelhantes a Jesus: aquele que foi a Imagem mais perfeita de Deus já existente entre nós.
Todas as outras coisas que vemos as Igrejas ensinando as pessoas a alcançar, são absolutamente insignificantes diante da grandeza dessa excelsa Obra já iniciada e que jamais será plenamente concluída em nós.
Oremos para que possamos compreender essas coisas...

Leia Mais >>

domingo, 2 de outubro de 2011

SEMANA DO CLAMOR

VENHA CLAMAR CONOSCO BUSCANDO AS RESPOSTAS E SE REVESTIR PELA ORAÇÃO COM PROPÓSITOS DE DEUS PARA NÓS.

Leia Mais >>

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

FAMILÍLIA NO BANCO DOS RÉUS

EM OUTUBRO A MAIS NOVA SÉRIE DE MENSAGENS...
FAMÍLIA NO BANCO DOS RÉUS.
UM CONFRONTO DIRETO AO QUE A SOCIEDADE ENSINA, VOLTANDO AOS FUNDAMENTOS BÍBLICOS.

VENHA PARTICIPAR CONOSCO NAS QUINTAS-FEIRAS E DESFRUTE DA PALAVRA DE DEUS, PURA E COM A PROPOSTA DE TE ENSINAR A VERDADE, POIS A VERDADE LIBERTA... AS 19:30 h, ATÉ LÁ!!!!!

Leia Mais >>

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

6º Aniversário da Nossa Comunidade

Leia Mais >>

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

MORTE


“(…) descobriram-se-te as portas da morte, ou viste as portas da sombra da morte”? Jó 38.17
Morte. Não sei se é um tema muito agradável para se abordar em um devocional, mas uma coisa eu sei: é importante! Por isso vamos falar um pouco hoje sobre a morte. Todo ser humano, tanto cristão quanto incrédulo está sujeito à morte. A morte é resultado do pecado, fruto da desobediência de Adão e Eva, de forma que ela penetrou o homem em sua constituição física e eterna. 
Hoje, porém, quero discorrer acerca da morte física, o fim da nossa participação nessa esfera terrena. Creio ser um fator que a maioria de nós – inclusive você que está lendo – não reflete muito. Apesar de presenciarmos através dos meios de comunicação as centenas de mortes diárias no mundo e até saber que é uma das coisas mais comuns nos dias de hoje… sim, as pessoas morrerem! Elas morrem em todos os lugares e de todas as formas: doenças, acidentes, crimes, tragédias e imprevistos. Isso tudo ocasiona a morte.
Como já disse, isso já faz parte do nosso cotidiano mas, sinceramente, por mais que nós saibamos dessa realidade, nós não a esperamos, nós não pensamos que vamos morrer, não achamos que vai acontecer conosco,  pelo menos não agora. Por isso nós a ignoramos, achamos que ela vai acontecer à longo prazo, o que não é verdade! Vivemos em corpos mortais e isso pode ocorrer conosco a qualquer momento: ninguém sabe a hora da sua morte. Na maioria dos casos ela vem de modo repentino e você pode ser a próxima pessoa a deixar o mundo. Sim, é isso que estou dizendo: “você pode ser a próxima pessoa a morrer”.
E qual a razão de estar discorrendo sobre esse assunto? Porque Jesus nos manda vigiar, ficarmos alerta, devemos estar preparados para esse dia, quando ele chegar. Consciente disso a sua rotina vai mudar, seus valores e conceitos deveram ser revistos, por exemplo: se você soubesse que iria morrer daqui um ano, se um médico te desse esse diagnostico e essa sentença, ou o próprio Deus te revelasse e você tivesse certeza absoluta que iria morrer em um ano… Você já imaginou como seria sua vida? Você viveria com uma transformação total!
Primeiro: Se soubesse que iria morrer em um ano, consertaria toda a sua vida civil e social, pagaria todas as suas dívidas, limparia seu nome, não deixaria prejuízo algum para a família, correria atrás de papéis, processos e negócios mal resolvidos, pendências e uma série de compromissos não saldados e trabalharia para deixar uma boa imagem diante da sociedade.
Segundo: Sua vida afetiva. Se soubesse que iria morrer em um ano quanta gente você não iria correndo procurar para se reconciliar? Quantas pessoas estão magoadas com você, ressentidas, quanta intriga envolvida com seu nome, barreiras, coração fechado com inúmeras pessoas? Se soubéssemos que iríamos morrer em um ano, “voaríamos” atrás dessas pessoas para pedir perdão, perdoá-las, abraçá-las, sorrir, chorar com elas… Já imaginou com seus filhos? Em um ano quantas vezes você diria “eu te amo”? Quantas vezes você estaria ao seu lado ou os ajudaria nas tarefas da escola? Viveria o dia-a-dia com eles, já imaginou em um ano o quanto da Bíblia você ensinaria a eles? O quanto iria orar com eles?
O mesmo digo dos filhos para com os pais: iriam se lembrar mais deles, iriam estar mais presentes, com certeza iriam honrar o pai e a mãe os 365 dias do ano. Também falo aos casados: se soubessem que só teriam um ano de vida juntos, fariam tudo que não fizeram em todos esses anos uma ao outro: o serviria com o máximo de responsabilidade e amor, mesmo em meio à dificuldades e crises faria o máximo para ser a melhor esposa ou o melhor esposo. Não haveria nada de grosseria, indiferença, rixas ou deboches, seria uma lua-de-mel que duraria 365 dias. Em suma, você lutaria para seu lar ser perfeito em todo esse ano!
Terceiro: E quanto ao mundo ao nosso redor? Se soubéssemos que teríamos só um ano de vida, e que depois de um ano iríamos morrer, quanta coisa não faríamos ao próximo, quantos pobres não ajudaríamos, afinal de contas fazer o que com o dinheiro? E as posses, sabendo que em um ano não usaria mais nada? Faríamos doações a asilos, creches, instituições de caridade, presentearíamos pessoas com roupas, agasalhos… Creio que até faríamos festas para crianças pobres que nunca tiveram uma única celebração de aniversário. Quanta gente à nossa volta necessitando de ajuda, precisando de um abraço, de uma palavra amiga, de um consolo, de um apoio moral! Acho que faríamos como Paulo: “nos gastaríamos e nos deixaríamos gastar por essas pessoas”.
Afinal de contas seria uma corrida contra o tempo, só teríamos um ano, e em um ano a morte nos levaria. Veja que aflição! Amar as pessoas, fazer o bem, servir a Deus, não pecar, faríamos de tudo para sermos os melhores seres humanos no mundo e os melhores cristãos que já existiram. E por quê? Por causa da consciência cristã dentro de nós, que nos mostra a grande responsabilidade que temos e muitas vezes negligenciamos!
Quarto: Sabendo que só teríamos um ano de vida, iríamos viver em total dedicação a Deus, leríamos a Bíblia durante 365 dias – talvez mais de uma vez por dia. Nesses mesmos 365 dias você iria orar muito mais que já o fez em toda a sua vida, deixaria todas as práticas pecaminosas, se esforçaria o máximo na luta contra seu velho homem e para sua santificação, enfim, seria o maior ano da sua vida em devoção a Deus e crescimento espiritual.
E quanto ao evangelismo? Duvido que você em um ano deixaria de pregar para qualquer ser humano que passasse ao seu lado! Imagine na sala de aula, o “fuzuê” que você iria aprontar, com professores e alunos, no trabalho e em suas repartições, na sua vizinhança, seguramente você cairia de joelhos e imploraria pelas almas delas! Familiares? Todos. E-mails, fax, telefonemas, iríamos atrás dos avós, tios, primos, não deixaríamos nenhum sequer ficar sem ouvir o Evangelho e, possivelmente, com a consistência e empenho que nos aplicaríamos em um ano, muitos deles se converteriam! Talvez em um ano o número dos evangelizados por nossa parte e até das almas ganhas excederia todo o resto da nossa vida anterior!
O que estou querendo ensinar com isso? Eu não sei o dia da sua morte, não sei quando ela virá, esse dia ninguém sabe, só Deus na Sua onisciência. Provavelmente você não espera que vai morrer em um ano, não há nenhuma sentença sobre você, talvez nenhum médico te fez esse diagnóstico… Você está tão preocupado e atarefado com as coisas dessa vida que nem sonha ou espera a morte, mas quero te dizer que independente disso esse dia vai chegar, você vai morrer!
E é possível que não demore nem um ano, pode ser a qualquer momento, inclusive hoje!Isso é uma certeza e creio que você concorde com essa possibilidade. Já que ”agora” você concorda e entende que pode ser a qualquer momento, por que então não viver conforme o que foi mencionado acima?
Querido(a), vamos deixar essa terra em breve e somente o que tivermos feito de bom será contado. Apenas aquilo que for feito para Cristo e em prol de Cristo será relevado. A Bíblia diz que a nossa vida é como a erva: “Quanto ao homem, os seus dias são como a erva; como a flor do campo, assim ele floresce. Pois, passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não a conhece mais” (Sl 103.15-16). Nossa existência é tão breve, tão passageira, temos tão pouco tempo! Vamos fazer o máximo que for possível, como se tivéssemos apenas um ano de vida, fazendo o melhor para Cristo e para o próximo.

Leia Mais >>

sábado, 17 de setembro de 2011

FAMILÍLIA NO BANCO DOS RÉUS

NOVA SÉRIE DE MENSAGENS... AGUARDE!

Leia Mais >>

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

MP ACUSA APÓSTOLO DE TROCAR SEXO POR ORAÇÕES...


Aldo Bertoni tem 85 anos e é considerado como santo pelos mais de 25 mil membros da seita que criou
De acordo com uma reportagem da Record, o Ministério Público de São Paulo vai apresentar na próxima quinta-feira, 8 de setembro, com uma denúncia contra Aldo Bertoni, 85, suspeito de oferecer cura e orações em troca de sexo.
Bertoni é diretor presidente estatutário da Igreja Apostólica uma seita que tem mais de 25 mil seguidores em todo o Brasil, com a matriz localizada no Tatuapé, zona Leste da capital Paulista. Nos últimos dois anos o autointitulado apóstolo tem sido alvo de investigações do MP, depois que uma mulher resolveu denunciar os abusos sexuais que sofreu. Depois dela dezenas de vítimas também procuraram a justiça.
Como é considerado como “um santo” por seus fiéis as vítimas acabam com medo de relatar os abusos. Mas algumas aceitaram falar com a reportagem da Record e contaram detalhes sobre o que aconteceu.
Uma delas, que preferiu não se identificar, disse que foi falar com ele, para “pedir a oração, pedir ajuda pra ele, pra pedir pelo meu marido, aí ele falou que ‘não’”. O apóstolo então falou que era para deixar o marido morrer para que ela pudesse ficar com ele.
Com Claudete, o drama foi outro. Desesperada com a doença grave da filha pequena, procurou Aldo Bertoni em 2008.
“Eu queria falar com ele pra pedir oração, acreditava que ele podia interceder por nós”, disse ela que relatou que chegou a entrar em uma sala pequena usada só para as reuniões particulares. Aldo, então, trancou a porta.
“Ele pegou e falou ‘e essa dorzinha que você sente aqui?’ E já veio e colocou a mão no meu seio. Aí eu peguei e falei pra ele, ‘mas eu não sinto dor nenhuma no meu peito’, e aí ele falou: sente sim e foi aí que ele começou a me abraçar, me beijar pescoço, na boca, desceu a mão e começou a passar em mim. E ele falava assim ‘olha nos meus olhos, olha para os meus olhos’. E aí fui ficando muito nervosa e não conseguia sair dele.”
Ela disse ainda que Bertoni ameaçou até matar o marido dela. ” Ele fez a proposta para eu largar do meu marido, que ele ia me dar tudo. [Que eu] abandonasse tudo, que ele ia cuidar de mim.”
Assustada, ela fugiu para nunca mais voltar. “Eu dediquei 35 anos da minha vida a ele; precisava de ajuda espiritual, oração. Ele quis abusar de mim, sabe…”
Justiça
A promotora do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público) Sandra Rodrigues de Oliveira afirmou que muitas mulheres passaram “anos, se consumindo porque tinham tido uma relação sexual com ele acreditando que ele era um santo”. Só depois de muito tempo é que essas mulheres conseguiram revelar o que tinha acontecido para seus familiares.
Outra vítima de Bertoni conta que os membros da seita não acreditam nessas acusações. Cleudete que também foi abusada sexualmente pelo apóstolo diz que quem acusa o líder é considerado louco, “é bandido, não tem perdão. Perde amigos e a família”.
Uma outra vítima que não quis se identificar repetiu o que ouviu do próprio pai: “Entre você e ele, eu fico com ele.”
Enriquecimento ilícito
Bertoni também é acusado pelos promotores de enriquecimento ilícito. Ele anda cercado de seguranças e tem oito armas registradas em seu nome
Sílvio também acreditava na santidade de Aldo até começar a trabalhar para ele, que visitava as casas de mulheres que seriam suas amantes.
“A partir do momento que eu passei a ser segurança dele, eu falei “você é sujo”. [...] Ele inclusive fazia filmagem para mostrar para os amigos, poxa vida, isso é baixaria”, revelou o ex-funcionário.
Com informações R7

Leia Mais >>

terça-feira, 6 de setembro de 2011

O CRESCIMENTO MULÇUMANO

Isto deve ser um motivo de continuarmos a proclamar o evangelho, para os chamados a salvação sejam alcançados...

Leia Mais >>

Os sem igreja, mas com fé...

É evidente que a Fé em Deus pode sobreviver à parte da “Igreja Institucional”, embora creia que perdemos muito quando não temos o apoio da congregação, o compartilhamento, a troca de experiências e a mútua edificação que vem pelo ajuntamento.
Mas é bem verdade também, que nesses dias proféticos nos quais “o amor tem esfriado”, os ambientes religiosos se transformaram mais em um espaço de “fuga” que de “busca”, tendo motivado pessoas a não desenvolver experiências com Deus e nem consigo mesmas (a chamada jornada interior) e essa vivência de uma “fé rasa”, com o compromisso único de “se dar bem” na utilização das religiões como “muletas psicológicas”, acaba por tornar também os relacionamentos perigosos, sem autenticidade, sem compromisso real com o Amor e tudo o que ele exige – quando verdadeiro – que é a promoção do bem estar e felicidade dos outros.
Penso que o gerenciamento excessivo que algumas Igrejas pretendem ter sobre a vida das pessoas, “aquelas regras que são na verdade imposição dos sacerdotes e não de Deus”, o desejo de controlar e ditar comportamentos leva comunidades a agirem exatamente como agiram os fariseus nos tempos de Jesus, “atando pesados fardos sobre os ombros das pessoas”, gerando uma imagem distorcida de Deus e tornando o exercício da fé uma obrigação pesarosa e não uma expressão prazerosa!
Pregar o Evangelho, crer no poder do Espírito Santo e deixar Deus tratar com o ser humano, é o caminho que gera responsabilidade no individuo porque abre espaço para que as verdadeiras transformações aconteçam.
Tempos atrás um político bem sucedido,  disse que, “nada soava tão ruim e com ar tão hipócrita aos ouvidos dos eleitores, do que perceber políticos fazendo discursos contra a corrupção”!
Compreendo o que ele quis dizer, porque na Igreja não é diferente!
Quando os “Igrejeiros” adotam uma atitude azeda e crítica diante das pessoas que estão se achegando, acabam por se tornar desinteressantes, porque geram uma íntima repulsa diante de tudo que é meramente humano em nós e temos consciência disso.
Voltamos ao exemplo: Jesus!
Os pecadores mais notórios sentiam-se bem na presença dele, e os únicos que se sentiam desconfortáveis, eram justamente os religiosos.
Ele chegou a elogiar a fé de um centurião pagão!?
Contou uma parábola na qual os vilões eram os judeus “ciosos cumpridores das Escrituras” e o bom mocinho um samaritano proscrito!?
E por ai vai...
É complicado para as pessoas escutarem nossos discursos e pregações sobre “amar o mundo inteiro”, se não conseguimos amar nem o cara da mesma igreja que está assentado no banco ao lado do nosso!
Isso me lembra a história daquela menina que um dia dobrou os joelhos e orou com simplicidade arrebatadora: “Ó Senhor, faça com que as pessoas ruins se tornem boas, e que as boas se tornem mais simpáticas”!
A resposta dessa prece pode significar mais gente ajuntando-se à Igreja, porque terão a certeza de que ali se sentirão acolhidas e amadas.
Eu preciso de uma Igreja assim: eu desejo trabalhar para ter uma Igreja assim.

Leia Mais >>

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Jesus Cristo é o Senhor



A presença de Deus no mundo dos homens é a afirmação de que o evangelho não é coisa de “outro mundo”, não está contido no interior do coração, nem divide o mundo em partes conflitantes, as puras e as imundas. A incursão de Deus para dentro da humanidade é afirmação de que não devemos, não podemos e, melhor ainda, não precisamos separar a vida em dimensões: esse mundo versus o outro mundo; o espírito e o corpo; o sagrado e o profano.
A correta compreensão da pessoa, vida e obra de Jesus Cristo nos liberta para vivermos no mundo, mesmo não pertencendo ao mundo, sem, contudo, desprezar o mundo. Foi por causa disso que Bonhoeffer escolheu conspirar contra o nazismo, o que o levou à prisão e, posteriormente, à morte. Fato estranho e opção escandalosa para a maioria dos cristãos, não apenas de sua época, como também de hoje. Mas absolutamente coerente com a convicção de que Deus está não apenas interessado em tudo quanto acontece nesse mundo, como também engajado em enfrentar e destronar todos quantos se levantam para infernizar esse mundo e fazer dele menos humano e, portanto, menos divino. Jesus Cristo é o Senhor: aqui, ali e além, antes e agora, e para todo o sempre. Amém

Leia Mais >>

terça-feira, 26 de julho de 2011

FESTA DO MORANGO

VOCÊ NÃO PODE PERDER, VEM AÍ...

VOCÊ NÃO FICAR FORA DESTA, VAI?

Leia Mais >>

segunda-feira, 25 de julho de 2011

UM LUGAR NA CASA DO PAI PRA VOCÊ

VEM AI EM   AGOSTO  
PRÓXIMA SÉRIE DE MENSAGENS...
NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE VOCÊ E SEUS AMIGOS ENCONTRAREM UM LUGAR PREPARADO ESPECIALMENTE PARA NÓS...

Leia Mais >>

Teatro

Leia Mais >>

sábado, 23 de julho de 2011

REJEITE A REJEIÇÃO

As pessoas podem dizer que você é cheio de
defeitos, que é isso ou aquilo, mas veja o que o Pai  celestial diz para você:


“Digo, pois, que, durante o tempo em que o herdeiro é menor, em nada difere de escravo, posto que é ele senhor de tudo. Mas está sob tutores e curadores até ao tempo predeterminado pelo pai. Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos servilmente sujeitos aos rudimentos do mundo; vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! De sorte que já não és escravo, porém filho; e, sendo filho, também herdeiro por Deus”. (Gálatas 4.1-7.)

Se você sofre com a rejeição, reconheça que sofre, e deixe Deus curar você. Enquanto a rejeição fizer parte da sua vida, não for tirada de você, ela agirá como um espinho que machuca, que fere. Toda a vida é uma escolha, por isso você não pode transferir suas decisões para outros. Você precisa escolher deixar para trás a rejeição, você precisa querer esquecer-se de toda dor e ter um coração quebrantado diante do Senhor.

Tenha Jesus como padrão a ser seguido, pois Ele deixou marcas para que pudéssemos segui-las. No
momento quando Ele estava na cruz do Calvário, disse: “Pai, perdoa-lhes”. (Lucas 23.34.) Ele perdoou
aqueles que o rejeitaram, que cuspiram nele, que o crucificaram, mesmo sendo Ele puro e sem pecado.
E assim como Jesus perdoou a todos, você precisa perdoar aqueles que o rejeitaram. Quem sabe foi
aquele empregador que o demitiu sem ao menos um explicação decente, e por isso, após algum tempo, até hoje você não consegue perdoar quem o demitiu. Não consegue sequer ouvir falar o nome
da empresa porque sente dor, lhe machuca. Você acredita que foi injustiçado. Esse sentimento é a rejeição que está no seu coração. Ou quem sabe você foi abandonado por seu esposo, ou por sua esposa.
Ou foi o seu pai quem saiu de casa quando ainda era criança. Talvez seu caso seja de alguém que perdeu o pai por uma fatalidade e ele veio a falecer, por isso sozinho você teve que assumir o lugar de homem da casa, e tudo isso trouxe para você esse sentimento de rejeição. As situações podem ser as mais diversas, mas para todas elas a resposta é uma só:


“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição. Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos. Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com Salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus 
Pai”. (Colossenses 3.12-17.)

Aquele que não consegue perdoar quem o rejeitou passa a viver numa terra estéril, sem flor, sem perfume. No livro de Juízes, capítulo 11, temos a história de um homem chamado Jefté (leia todo o capítulo). Ele nos ensina que mesmo depois de uma rejeição é possível dar a volta por cima e estender as mãos àqueles que nos desprezaram. E você? Qual será a sua escolha? Levante-se e deixe Deus trabalhar em sua vida, para que possa superar esse sentimento ruim, que apenas lhe escraviza.

Deus te abençoe!

Leia Mais >>

terça-feira, 5 de julho de 2011

SEMANA DO CLAMOR

VENHA CLAMAR CONOSCO, FOCANDO A BENÇÃO DE DEUS PARA NOSSA COMUNIDADE. FAMÍLIA, NOSSA VIDA E DOS OUTROS. NÃO PERCA ESTE TEMPO DE BUSCA AO PAI

Leia Mais >>

Mini Série - O QUE JESUS ENSINOU E A IGREJA ESQUECEU?

VOCÊ NÃO PODE PERDER ESTAS MENSAGENS QUE VÃO REVELAR O CARÁTER PROFÉTICO DE NOSSA COMUNIDADE, E TRAZENDO O EVANGELHO EM FOCO.  DEUS NOS ABENÇOE!

Leia Mais >>

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Manifesto


Não é estranho que temas polêmicos, envolvendo a homoafetividade (e também a homossexualidade) e a manifestação pró-liberalização das drogas, tenham recebido votações unânimes e esmagadoras no Supremo Tribunal Federal? Os resultados, respectiva e surpreendentemente, foram 10 a 0 e 8 a 0.

Decisões sobre assuntos tão polêmicos deveriam resultar de muito debate e votação equilibrada, considerando os anseios de todos os cidadãos brasileiros. Afinal, nos casos supramencionados, ficou claro que as decisões do STF foram anticonstitucionais.

No caso do reconhecimento da união estável entre homossexuais ignorou-se o fato de a Constituição Federal reconhecer como entidade familiar o casal formado por homem e mulher. Já a decisão favorável às marchas da maconha e outras drogas foi tomada pelos ministros com base na liberdade de expressão... Não parece uma falta de coerência no nosso sistema governamental?  Os deputados e senadores brigam entre aprovar a PLC 122, Pndh3, impedindo a livre manifestação de ser contra a prática homossexual.  O STF abaliza a união homoafetiva, e libera marcha em favor das drogas, por causa da “liberdade de expressão “... me parece uma falta de senso crítico quanto a polêmica e a seriedade dos assuntos.

O jornalista Reinaldo Azevedo (da Veja), com a sua contundência habitual, protestou: “Se a liberdade de expressão e a liberdade de reunião garantem o direito de discutir ‘qualquer assunto’, como frisou o ministro Ayres Britto, por que não se poderia pedir a descriminação da pedofilia? Afinal, simplesmente debater não significa praticar”.

E se o movimento LGBTUVWXYZ, por exemplo, reinvidicar o direito de fazer uma marcha pedindo a demolição de todos os templos evangélicos, alegando que quase todos os pastores (quase todos...) são contrários à agenda elegebetista mundial? Isso não é difícil de ocorrer, pois, recentemente, um deputado federal, eleito pelos bbbrasileiros, disse que se dedicaria à “nobre” tarefa de extinguir a influência cristã na sociedade brasileira. Qual seria a decisão do STF?

Curiosamente, enquanto os ministros evocam a liberdade de expressão, garantida na Constituição Federal, para liberar a marcha pró-maconha-cocaína-LSD-crack-cola-de-sapateiro-etc., a senadora Marta Suplicy quer a aprovação urgente do aberrante e nefasta PLC 122, clara e unilateralmente favorável aos homossexuais e inconstitucionalmente contrário à liberdade de expressão!

O STF, pretenso guardião da Constituição Federal, está mesmo a serviço de toda a sociedade brasileira? Como puderam todos os ministros votarem a favor do reconhecimento da união estável de pessoas do mesmo sexo como entidade familiar? Como pôde a maioria esmagadora dos ministros votar a favor da marcha marcial dos defensores das drogas?

Não sou jurista, mas sou cidadão, e estou ficando esgotado de ver que as decisões do STF têm sido muito mais políticas do que jurídicas, atendendo aos anseios de grupos liberais, revolucionários, que não prezam a família e os valores morais. Qual será o próximo tema polêmico que os senhores ministros do Supremo votarão de forma unânime, como se fosse a decisão mais natural e sensata a ser tomada, ignorando a Carta Magna e a opinião de milhões de cidadãos brasileiros que não fazem parte da minoria, que de forma arbitrária, tenta calar a voz de quem pensa, discuti e delibera sobre as suas práticas pessoais e sociais?
Como diz o nosso querido jornalista Boris Casoy, “Isto é uma vergonha”.

Leia Mais >>

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O ABECEDÁRIO do Casamento Cristão (jantar de casais 2011)

Lista acróstica de conselhos práticos

Abracem seus respectivos papéis de liderança amorosa e submissão respeitosa.
As mulheres sejam submissas a seus próprios maridos, como ao Senhor...Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja...Cada um de per si, também ame a sua própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite a seu marido (Ef 5.22,25,33)
Busquem desenvolver sua amizade ao longo de suas vidas.
                Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão (Pv 17.17)
Como o ferro com o ferro se afia, assim o homem ao seu amigo. (Pv 27.17)
Confiem única e exclusivamente em Cristo para construir seu lar
                Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam (Sl 127.1)
Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes em teu próprio entendimento (Pv 3.5)
Desliguem a televisão!
Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará. Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal (Sl 101.3,4)
Escutem antes de falar.
                O insensato não tem prazer no entendimento, senão em externar o seu interior (Pv 18.2)
Fujam da dívida!
O rico domina sobre o pobre, e o que toma emprestado é servo do que empresta (Pv 22.7)
Gastem tempo juntos nas refeições (sem distrações).
Estas palavras...tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa...(Dt 6,6,7)
Honrem publicamente um ao outro
A esposa respeite a seu marido...Maridos...vivei a vida comum do lar, com discernimento; e tendo consideração para com a vossa mulher, como parte mais frágil, tratai-a com dignidade...(Ef 5.32; 1 Pe 3.7)
Invistam no Reino de Deus e coisas eternas: a Palavra de Deus, a Pessoa de Deus, o povo de Deus
Buscai, pois, em primeiro lugar, o Reino de Deus...(Mt 6.33)
Jamais durmam bravos (guardando mágoas).
Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo(Ef 4.26,27)
L ouvem a Deus JUNTOS na igreja
Consideremo-nos também uns aos outros para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima (Hb 10.24,25)...
Ministrem juntos
Eu e a minha casa, serviremos ao Senhor! (Js 24.15; 2 Co 6.14,15)
Nunca permitam que os filhos, pais ou outros terceiros sejam o CENTRO de suas vidas
Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne (Gn 2.24)
Orem juntos.
Orai sem cessar...orai uns pelos outros...Sois juntamente herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações (1 Ts 5.19; Tg 5.16; 1 Pe 3.7)
Peçam (e concedam) perdão (não desculpas) sempre que alguém erre.
Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta, ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta (Mt 5.23,24; Pv 28.13; Tg 5.16)
Quando não conseguem resolver um problema, procurem ajuda!
Como águas profundas são os propósitos do coração do homem, mas o homem de inteligência sabe descobri-los...Na multidão de conselheiros há segurança...Instrui-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria (Pv 20.5;  Pv 11.14; Cl 3.16 multidão)
Respeitem as opiniões contrárias um do outro: se os dois sempre concordarem, um é desnecessário!
Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea (Gn 2.18)
Separem os PRIMEIROS MOMENTOS depois de chegarem em casa para um "Tempo de Sofá"
Vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher, como parte mais frágil, tratai-a com dignidade, por isso que sois juntamente herdeiros da mesma graça de vida... (1 Pe 3.7)
Tirem a palavra "Divórcio" do seu vocabulário
O Senhor Deus de Israel diz que odeia o divórcio (Ml 2.16)
Unam-se diante dos filhos.
Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne (Gn 2.24)
Vão para cama juntos (no mesmo horário).
Não vos priveis um ao outro,salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e novamente vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência (1 Co 7.5)
Xingar, nem cachorro! 
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e, sim, unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e assim transmita graça aos que ouvem (Ef 4.29)
Zelem pelo prazer sexual DO OUTRO, não de si mesmo.
O meu amado é meu, e eu sou dele...A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher. (Ct 2.16; 1 Co 7.1-5)

Leia Mais >>

sábado, 28 de maio de 2011

PROTEGENDO A SUA CASA DAS TREVAS ESPIRITUAIS

Leia Mais >>

domingo, 8 de maio de 2011

EIS O NOIVO...

UMA MINISTRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DE FORMA CLARA E OBJETIVA QUANTO A VINDA DO NOIVO (NOSSO SENHOR JESUS) AO ENCONTRO COM A SUA NOIVA, NÓS.

DESFRUTE DA PALAVRA DE DEUS MINISTRADA PELO REV. JOSÉ CARLOS DA SILVA JUNIOR.

Leia Mais >>

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Leia Mais >>

terça-feira, 3 de maio de 2011

QUINAS DE MAIO, QUINTAS DE BENÇÃOS

Leia Mais >>

domingo, 1 de maio de 2011

VOCÊ TALVEZ NÃO ENTENDA, ELES ENTENDEM....

Leia Mais >>

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A igreja, lugar de vida


A igreja é o povo chamado por Deus das trevas para a luz, da escravidão para a liberdade, do pecado para a santidade, da perdição para a salvação. O homem natural está longe de Deus, é rebelde contra Deus, e está morto em seus delitos e pecados. Ninguém vem a Deus por si mesmo. Ninguém pode vir a Cristo se o Pai não o trouxer. É Deus quem opera no homem tanto o querer quanto o realizar. É Deus quem tira a viseira dos seus olhos e o tampão dos seus ouvidos. É Deus quem abre o coração e dá o arrependimento para a vida. É Deus quem dá a fé salvadora e justifica o pecador. 

A igreja é o povo chamado do mundo para um relacionamento particular com Deus. Somos adotados na família de Deus. Somos filhos de Deus, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Fomos chamados para um lugar de vida e não para as sombras da morte. Fomos chamados para vivermos de forma abundante e superlativa e não para nos apresentarmos no palco do mundo com um arremedo de vida. Fomos chamados para a liberdade em Cristo e não para colocarmos novamente nosso pescoço no jugo da escravidão.

A igreja é um lugar de vida, e nós podemos usufruir essa vida abundante, por três razões:

Em primeiro lugar, porque aqueles que estão em Cristo ao olharem para o passado têm convicção de que seus pecados foram perdoados. Todo aquele que pela fé veio a Cristo, e o recebeu como Salvador, foi justificado e não pesa mais sobre ele nenhuma condenação. Com respeito à justificação foi liberto da condenação do pecado. Seus pecados foram cancelados. Sua dívida foi paga. A lei foi plenamente cumprida e as demandas da justiça satisfeitas. Quem está em Cristo é nova criatura. Recebe um novo coração, uma nova mente, uma nova vida, uma nova família, uma nova pátria. Nosso passado foi passado a limpo e fomos lavados no sangue de Jesus e, agora, temos uma nova vida, sem as peias da culpa.

Em segundo lugar, porque aqueles que estão em Cristo ao olharem para o presente têm convicção de que podem viver estribados no poder de Deus. Aquele que está em Cristo não está mais debaixo do poder do pecado. Não é mais escravo do pecado. O poder que opera nele não é mais o poder da morte, mas o poder da ressurreição. Nele habita plenamente a palavra de Cristo. Ele foi feito templo do Espírito Santo. Cristo habita em seu coração pela fé. Ele morreu para o pecado e, agora, está vivo para Deus. A suprema grandeza do poder de Deus está à sua disposição para viver vitoriosamente, pois com respeito à santificação foi liberto do poder do pecado.

Em terceiro lugar, porque aqueles que estão em Cristo ao olharem para o futuro têm convicção de que caminham para a glória. O nosso futuro já está determinado. E determinado não por um destino cego, mas pelo Deus onipotente. Aqueles que Deus conheceu, predestinou, chamou e justificou, a esses Deus também glorificou. Nossa glorificação é um fato futuro, mas na mente de Deus e nos decretos de Deus já está consumado. Não caminhamos para um ocaso lúgubre, mas para a eternidade bendita. Não marchamos para um túmulo gelado, mas para a ressurreição gloriosa. Não nos assombramos diante de um futuro incerto, mas gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Receberemos um corpo semelhante ao corpo da glória de Cristo. Viveremos e reinaremos com Cristo por toda a eternidade. Deus, então, enxugará dos nossos olhos toda a lágrima, porque com respeito à glorificação seremos libertos da presença do pecado.

Rev. Hernandes Dias Lopes

Leia Mais >>

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO